segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Por que conservar a natureza? Você sabe?


Certa vez vi um amigo de profissão ser questionado quanto às razões que motivam a conservação. O curioso questionador disse: “todo mundo diz que conservar é bom, mas por que é bom?”. Achei um questionamento excelente, porém no mesmo instante fiquei extremamente triste ao perceber que meu colega não conseguiu responder satisfatoriamente essa pequena e complexa pergunta. Com isso nasceu em mim a vontade de vir aqui tentar agregar valores à ideia de conservação para tentar responder este questionamento que muitos, mesmo sendo militantes da causa, não conseguem ainda responder. Contudo, vou expor esses valores de uma forma geral e tentar exemplificar mais detalhadamente cada um deles.

Valores éticos e morais – nós seres humanos não possuímos o direito moral de extinguir ou acelerar a extinção de nenhuma espécie do planeta, não possuímos o direito de deixar o mundo pior para as gerações futuras. Quem delegou ao ser humano o poder de interferir negativamente na natureza? Será que nós não somos somente mais uma peça do grande conjunto natural da Terra (no aspecto biológico)? O que nos dá o direito de deixarmos o planeta mais poluído, mais quente, menos biodiverso para as gerações futuras?

Valores estéticos – como seria o impacto visual do litoral de Alagoas sem seus mangues? Ou olhar o Rio de Janeiro com seus inúmeros morros sem a cobertura vegetal natural? Como seria a vista de Fernando de Noronha sem encontrar seus golfinhos em seus arredores ou se as ilhas do arquipélago fossem apenas um monte de pedras e escassos arbustos?

Valores econômicos – já pensaram na quantidade de serviços que a natureza presta para o ser humano sem cobrar nada? Já pensaram se fôssemos pagar pelo captura de CO2 e liberação de O2 que as plantas fazem? Ou quanto gastaríamos de tempo, energia e dinheiro para fazer mecanicamente serviços ambientais como a ciclagem de nutrientes minerais? E os serviços que nós realmente cobramos monetariamente, como o ecoturismo e a venda de água, qual seria a perda econômica sem a conservação da natureza? Quantas serão as espécies que podem ser utilizadas para fins econômicos e que quem sabe o homem já as extinguiu ou as extinguirá antes mesmo de descobri-las?

Valores essenciais à saúde humana – se continuarmos com o mesmo padrão de vida insustentável como será a qualidade de vida no futuro? Quanto consumiremos de toxinas diariamente porque a ciclagem do ar atmosférico não será suficiente? Como será o padrão de vida do ser humano relacionado a sua saúde com o aumento constante da temperatura do planeta? Quantas serão as espécies medicinais que serão extintas independentemente do ser humano já conhecê-las ou não? Como será a saúde do ser humano com uma possível escassez de água potável em um futuro quem sabe até próximo?

Valores individuais de cada espécie - a conservação da natureza também precisa ser pensada de uma maneira não tão holística, mas individual, pois cada espécie possui uma ou mais funções essenciais para o equilíbrio do conjunto. Vejamos o caso hipotético de uma espécie de ave que está em vias de extinção, mas que por não possuir um valor econômico (geralmente beleza de suas penas ou canto) a maioria das pessoas se pergunta: “por que ter tanta preocupação com esse passarinho?”. Porém, poucos atentam que aquele “passarinho” pode ser o único dispersor de sementes de uma espécie vegetal, que por sua vez abriga inúmeras outras espécies como animais, plantas, microrganismos, etc., que é importante na alimentação de outras espécies, que é ainda componente importante na conservação do leito ou nascente de um rio, dentre outras inúmeras funções possíveis.

Caros amigos, meu objetivo é demonstrar que realmente conservar é bom, pois sou estranhamente preocupado não só com a conservação em si, mas também com o amadurecimento das ideias e com o próprio conhecimento. Acredito seriamente que não somente os profissionais de uma meia dúzia profissões devem conhecer os motivos para conservar, mas todo aquele que acredita que a conservação é boa e necessária. Espero que eu tenha atingido meu objetivo.

E vocês, concordam, discordam, acrescentam?

10 comentários:

  1. Cara, eu acho que com esse post você atinge sim o objetivo de conscientizar sobre a conservação, porém eu ainda sinto falta de uma exploração massiva da mídia sobre esse assunto. Falta um empenho maior da TV por exemplo, que ainda é um dos meios de comunicação que mais influenciam as pessoas. Como já discuti antes com você, acho que a implantação disso nas escolas desde a educação infantil faria uma boa diferença também. Enfim, que os profissionais de sua área sigam seus passos e usem todos os meios possíveis para disseminar esta informação. Parabéns pelo ótimo post.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo post, e concordo não somente com suas palavras mas também com as do colega Jean. Pena que para algumas pessoas, e ainda pior, alguns colegas de profissão essa conversa toda não passa de blá blá blá de ambientalistas e biólogos conservadores como gostam de chamar.
    Boa sorte e Luz em sua caminhada!

    ResponderExcluir
  3. É deveríamos tratar disto desde a educação infantil nas escolas e também em nossos lares. Deixando sempre bem clara a importância de cada ação no sentido da conservação ambiental para que ela não pareça vazia e sem importância para os mais jovens.

    ResponderExcluir
  4. Obrigado pelos comentários.
    A educação ambiental dentro da educação formal atualmente é um dos chamados "temas transversais". Grosseiramente temas transversais são aqueles tratados em um capítulo isolado durante todo um ano letivo ou aqueles que são citados vagamente em um box ou apêndice dentro de um ou dois capítulos. Logo, a EA não está sendo tratada adequadamente no Brasil.
    Já em relação aos meios de comunicação como TV e rádio, no meu entendimento, há algumas emissoras e programas que abordam até bem a EA, porém falta muito ainda para ser de maneira adequada e abrangente o suficiente.

    ResponderExcluir
  5. Parabéns meu amigo... ótimo poster.
    Acredito que com isso você está abrindo as ideias das pessoas para esse problema, fazendo com que elas enxerguem a realidade. E dessa forma, quem sabem, possamos ensinar aos nossos pequenos que o mundo pode ser melhor a patir de uma simplis sementinha plantada e conservada...

    Sou sua fã. Beijos e boa sorte.

    ResponderExcluir
  6. Legal Ricardo, continue com sua motivação.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  7. Concordo plena mente com vc, espero que vc consiga mobilizar o maior numero de pessoas. Boa sorte nessa caminhada. Estou contigo.

    ResponderExcluir
  8. Muito bacana teu espaço...
    Já estou seguindo!

    " Analisando tudo, retendo o que é de proveito, pra ver se me recontruo ou fico guardado"

    Abraços do Rafah
    http://eternizadoempalavras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Muito bom esse espaço reservado para a bioconciência, espero que consiga atingir não só os que já são adeptos a causa mas que possa trazer mais e mais seguidores para essa nobre causa, a luta pela sobrevivencia do menor ao maior organismo que constitui esse planeta.

    ResponderExcluir